outubro 22 2017

Repressão à Liberdade

Repressão à Liberdade, de Márcio Dias, da Banda Profusão Sonora, é uma música com uma letra extremamente atual, apesar de ter sido escrita nos anos 90.

Ela relata o dia-a-dia de medo e guerra urbana em que vivemos, com o eterno confronto nas ruas entre soldados do bem e do mal nos colocando, muitas vezes, no meio do fogo cruzado, onde rezamos, imploramos pela misericórdia Divina, buscando forças para lutar e tendo num beijo infantil o consolo, para todos os gritos e estouros.

Vale a pena escutar!

(Roberta Dias)

julho 31 2009

Alerta – Divaldo Franco

Alerta

O livro fala sobre o estado de emergência que se vive na Terra devido à violência urbana, agressividade mental, moral e física, a volúpia dos prazeres exagerados, insatisfação, sentidos desgovernados, ambições desmedidas pelo poder, suicídio, aborto, fome e indiferença afetiva.

Este livro nos faz rever os conceitos, nos mostra a importância da meditação, dos pensamentos otimistas, de não assumir posições radicais diante das circunstâncias da vida, nem das pessoas e da programação de novos comportamentos.

Segundo Joanna de Ângelis, o amor próprio é mau conselheiro e a causa para diversos problemas que afligem as criaturas encarcera-se na vaidade, disfarça-se com desculpismos vis e acusações absurdas, causando animosidade e desânimo.

O amor próprio pode ser caracterizado como: vingativo, insensível, leviano, magoado, despeitado, exigente, caprichoso, insensato e ardiloso porque se oculta e disfarça para reaparecer sob outras formas.

Ele só realiza uma obra meritória quando as coisas acontecem da forma como deseja.

Esse tipo de “sentimento” adora autopromover-se, ser aplaudido, que aquiesçam suas vontades, mas cobra juros altos e está sempre armado contra tudo e todos que não satisfaçam seus caprichos.

Todos os temas deste livro são ótimos. Ao todo são 60 temas e garanto que algum deles vai parecer ter sido escrito sob medida para você que ainda não leu.

(Roberta Dias)