julho 13 2016

Chá do Amor

É com assombro,
Que meus sentidos conhecem,
Veem, ouvem, percebem,
Entendem você,

E o que sinto,
Excede toda ponderação,
Ao olhar tamanha beleza,
Que cativa meu espírito,

Nesta agradável manhãzinha de julho,
Provando lentamente meu chá do amor,
Sabor pêssego, de forma voluptuosa,

E calculada enquanto conversamos,
Descontraidamente, sentados à mesa,
Durante nosso café da manhã.

(Roberta Dias)

novembro 19 2010

Tudo em você reluz…

Ainda ouço as batidas,
Fortes, compassadas,
Num ritmo gostoso,
Sua postura perfeita.

A luz, apesar de suave,
Mostrava detalhadamente,
Seus traços, expressões, gestos,
Teu suor reluzia…

Seduzindo, fascinando,
Paralisando os sentidos,
Tudo girava a sua volta,

Meus olhos atentos,
Notavam tão somente sua presença,
Entregues a todos os seus movimentos.

(Roberta Dias)

abril 29 2010

Bússola-biruta…

Uma boa definição para os sentidos humanos!

Dificilmente reconhecemos numa coisa ruim algo de proveitoso e é impressionante como quase sempre significa a oportunidade de renascer.

Renascer para um convívio melhor, para uma vida mais feliz, serena, aprendendo a perdoar aos outros e a nós mesmos.

Daqui para frente se me perguntarem: você tem inimigos? Vou responder: não! Talvez algumas pessoas me tenham como inimiga, mas está aí um problema que não é meu, uma conta que não vou ter de prestar com Deus.

Não pretendo com isso cobrir essas pessoas com afagos, nem aproximá-las de mim ou torná-las amigas. Que elas sigam seus caminhos em paz e não ousem atrapalhar o meu.

julho 11 2009

Sono

Quanta saudade!
Tenho uma lembrança grata da pessoa ausente,
Mas estou cansada, com sono,
Ainda não sei bem,

Se o que sinto é bom ou ruim,
Apenas sinto,
O sono embala os dias,
Mas quando a noite chega, não durmo,

Rolo de um lado para o outro, ouço boas músicas, leio ótimos livros,
E ainda assim não durmo, quero a insensibilidade dos sentidos,
Que o repouso proporciona, quero o sono dos justos,

E minha mente como uma sentinela,
simplesmente não deixa de exercer,
Sua eterna vigilância.

(Roberta Dias)