abril 27 2016

Lavar roupa, que agonia!

Tecido Mágico
Tecido Mágico

Lavar roupa, que agonia! Cuidar das roupas além de ser chato, cansativo para quem encara o tanque, também gasta produtos de limpeza, água e luz para quem utiliza a máquina. Quem já sonhou em nunca mais ter que fazer isso?

Cientistas da Austrália estão desenvolvendo um tecido mágico, que não precisa lavar. Ele consegue eliminar as manchas de sujeira apenas com a exposição à luz. Pesquisadores do Instituto Real de Tecnologia de Melbourne desenvolveram uma forma barata e eficaz de fazer crescer nanoestruturas especiais diretamente sobre tecidos.

Estas nanoestruturas podem degradar a matéria orgânica quando são expostas à luz. Isso significa que o tecido final basicamente consegue limpar-se de uma forma autônoma, livrando-se espontaneamente de manchas e outro tipo de sujidade.

A ideia é ótima. Vamos torcer para que esse conceito saia do laboratório e seja introduzido efetivamente no mundo industrial dos têxteis.

Roberta Dias

março 5 2015

Inovação – Exemplos de ideias simples para coisas boas

google doodles          O google doodles do dia 05 de março de 2015, homenageou o Momofuku Ando.  Aos 48 anos, depois de meses de tentativa e erro, Ando anunciou que, finalmente, aperfeiçoara o seu método de “fritura-relâmpago” que levou à invenção do macarrão instantâneo. Atentem para o ‘aperfeiçoaria’, que significa melhorar, inovar algo já existente. A “fritura” e o “macarrão” já existiam, o que ele fez foi juntar tudo e tornar melhor. Saiba mais em http://www.google.com/doodles/momofuku-andos-105th-birthday

Tony Iommi

Tony Iommi, guitarrista da banda Black Sabbath, após um acidente com sua mão esquerda na prensa de uma fábrica, inovou em sua forma de tocar, com encaixes improvisados de plástico derretido nas pontas dos dedos, que foram depois substituídos por próteses. Saiba mais em http://www.iommi.com/biography/

 

cleverCaps

Outro exemplo de inovação é o produto oferecido pela empresa brasileira Clever Pack, com tampas de garrafa que lembram Lego e que é possível reaproveitá-las para a construção de objetos de decoração, brinquedos e artesanatos. O Lego já existe, o que a Clever Pack fez foi tornar a pecinha útil para as coisas do dia-a-dia, portanto isso se trata de inovação, introduzir novidade em, renovar, inventar, criar. Saiba mais em http://www.cleverpack.com.br/2011/

bonuz

O BonuZ é um gadget que veio para aperfeiçoar a relação do consumidor com estabelecimentos através da fidelização. O desenvolvedor do aplicativo modernizou o conceito de cartela de fidelidade, fazendo parcerias com vários estabelecimentos, onde o usuário que completar 6 selos ganha um mimo. No momento em que recebe o presente, o consumidor também pode fazer publicidade gratuita compartilhando com seus amigos nas redes sociais o prêmio que acabará de receber e, uma vez instalado o aplicativo, não há quem não fique doido para completar a cartela, aumentando assim, as vendas dos estabelecimentos participantes. Saiba mais em http://www.bonuz.me/

(Roberta Dias)

junho 20 2014

Promessas

Só promessas de que tudo se resolverá,
Que todos chegarão a um acordo,
Quando na verdade tudo se acabou,
Um elo desfeito e, que pela misericórdia Divina,

Nunca mais tornará a ser feito,
Porque só pensas em si próprio,
Foi sempre assim, você e você,
Nós em segundo plano, o obstáculo,

Para a vida mundana que desejava ter,
Que ainda permanece sendo a sua escolha,
Ilusões passageiras, convenientes as tuas vontades,

Uma empregada, alguém para reclamar, brigar,
Humilhar e deixar aprisionada na solidão cada dia mais,
Até que finalmente veja seu último olhar e suspiro.

(Roberta Dias)

maio 29 2014

Fria madrugada

Cai a madrugada, um imenso frio,
Longas horas até amanhecer,
Que lugar é este? Como sair daqui?
Quem são essas pessoas?

Olham de forma tão estranha,
Dizem coisas sem sentido,
Amontoam-se umas sobre as outras,
Algumas parecem satisfeitas,

Outras gritam enlouquecidas,
Saem a vagar por todas as direções,
Grilhões pesados, resistentes,

Presos aos pés dificultam a caminhada,
Luzes surgem e desaparecem rapidamente,
E num piscar de olhos apenas escuridão.

(Roberta Dias)

maio 28 2014

Dor familiar

Que dor é esta que adormece,
E momentaneamente suaviza,
Mas retorna a cada lembrança,
De promessas não cumpridas,

Movimentando a água parada,
Tornando-a turva, suja, impura,
Como esgoto armazenado,
Carente de periódica limpeza,

Para não transbordar em ódio,
Ou amargura no coração já mutilado,
Descrente das palavras de seu tutor,

Temporário e passível de erros,
Que a sua maneira fez o melhor que pode,
E apesar do constante sofrimento lhe sou grata.

(Roberta Dias)