julho 13 2016

Chá do Amor

É com assombro,
Que meus sentidos conhecem,
Veem, ouvem, percebem,
Entendem você,

E o que sinto,
Excede toda ponderação,
Ao olhar tamanha beleza,
Que cativa meu espírito,

Nesta agradável manhãzinha de julho,
Provando lentamente meu chá do amor,
Sabor pêssego, de forma voluptuosa,

E calculada enquanto conversamos,
Descontraidamente, sentados à mesa,
Durante nosso café da manhã.

(Roberta Dias)

Comentários

Comentários


Tags:, , , , , , , , , , , , , , ,
Copyright 2017. Todos os direitos reservados.

Posted 07/13/2016 by Roberta in category "..:: Devaneios ::..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *